Kingo Labs
Verdades sobre Todo Mundo Odeia o Chris
Home » Vida de nerd » Filmes e Séries » Verdades sobre Todo Mundo Odeia o Chris

Verdades sobre Todo Mundo Odeia o Chris

Todo Mundo Odeia o Chris é um seriado produzido nos Estados Unidos entre 2005 e 2009 que ganhou muita popularidade no Brasil devido a sua exibição principalmente pela Record. A trama se passa na década de 1980, quando Chris Rock ainda era adolescente. O que muita gente não sabe é que nem tudo apresentado é verdade. Aqui falaremos sobre os principais fatos que realmente aconteceram.

Verdades sobre Todo Mundo Odeia o Chris

O seriado Todo Mundo Odeia o Chris conquistou milhões de pessoas no mundo inteiro e foi exibido no Brasil à exaustão. Hoje em dia você encontra os episódios facilmente no YouTube ou então em algum momento que estiver trocando de canal e passar pela Record. Foram quatro temporadas no total e 88 episódios produzidos.

As escolas de Chris Rock

Durante a sua infância e formação acadêmica, Chris Rock realmente frequentou escolas onde a maioria dos alunos era branca e não negra. Porém, ele nunca foi o único aluno negro, como em alguns episódios é citado. As escolas em que o comediante estudou eram populares, assim como mostrado no seriado.

O pai do Chris tinha dois empregos

Como mostrado no seriado e repetido incontáveis vezes por Rochelle, Christopher Julius realmente tinha dois empregos. Na vida real o pai de Chris trabalhava como caminhoneiro e entregador de jornais, os mesmos empregos em que o personagem tem em Todo Mundo odeia o Chris. Julius morreu em 1988.

Chris Rock esteve diretamente ligado com a série

Todo Mundo Odeia o Chris conta alguns fatos da vida de Chris Rock, que aparece como narrador para a versão original. Só que não foi só isso, o comediante foi o produtor executivo do seriado, trazendo diversas histórias de sua infância. Ele apareceu num episódio como orientador vocacional.

Temperamento de Rochelle

A mãe do Chris na vida real se chama Rosaline, adaptado na série para Rochelle. O que as duas mais tem em comum é o temperamento explosivo. Em Todo Mundo Odeia o Chris a mãe do personagem principal teve diversas profissões, na vida real, Rosaline era professora e dona de casa. Por curiosidade, Rochelle nunca deu aulas no seriado.

Drew Rock

Andrew Rock é o único irmão de Chris Rock representado na série, sendo parceiro em algumas oportunidades e atrapalhando a vida do protagonista em outras. Além dele e de Tonya, o comediante tem outros cinco irmãos, que não foram mostrados em Todo Mundo Odeia o Chris.

Chris Rock realmente sofreu bullying

Antes de se tornar uma estrela nos Estados Unidos, o comediante Chris Rock passou por muitos perrengues durante a adolescência. Na sua juventude realmente ele precisou escapar de alguns valentões nas escolas que frequentou. Isso lhe ajudou a desenvolver a personalidade sagaz e divertida. No seriado o principal dos valentões era Joey Caruso.

Sempre morou o Brooklyn

Todo Mundo Odeia o Chris se passa no Brooklyn e foi lá que Chris Rock passou a sua infância. Morava com a família o bairro de Bedford-Stuyvesant, abreviado para Bed-Stuy. Desde que os seus pais casaram foram morar lá, um lugar simpático, embora muito violento na década de 1980.

O final da série

Oficialmente Todo Mundo Odeia o Chris teve sua continuação cancelada, mas o especulado é que isso aconteceu porque o ano seguinte a ser retratado era 1988, quando Julius morreu e a vida de Chris teve uma grande transformação. Foi em 1988 que ele passou a ser comediante e fazer sucesso.

Tonya na verdade é Tony

Chris Rock não tem nenhuma irmã na vida real. Ele tem sete irmãos, o já citado Andrew Rock, Matthaus Rock, Andy Rock, Jordan Rock, Brian Rock e Charles Rock, além de Tony Rock, que serviu de inspiração para o lançamento da personagem Tonya. Tony é um dos mais novos e atualmente é comediante. Apareceu em Todo Mundo Odeia o Chris no papel do tio Ryan.

Chris trabalhava em fast-food

No seriado Todo Mundo Odeia o Chris é apresentado que durante a sua infância Chris trabalhava na Mercearia do Doc, o DOC’s. Essas histórias se passam principalmente na segunda temporada. O dinheiro arrecadado ajudava no sustento da família. Chris ainda trabalhou em um restaurante japonês. Na vida real o comediante Chris Rock fazia bicos em redes de fast-food.

O melhor amigo era outro

No seriado Todo Mundo Odeia o Chris o melhor amigo do protagonista é Gregory “Greg” Wuliger, interpretado por Vicent Martella. Greg é representado como descendente de italianos e suecos, sofrendo junto com Chris por ser branco e ter um amigo negro. Na vida real o melhor amigo se chamava David Moskowitz. Não se sabe porque o nome foi alterado.

A novela do Julius

Julius é noveleiro de carteirinha e assiste a novela “The Young and Restless”, na tradução “Jovens Inquietos”. Na vida real não era bem uma novela e existe até hoje. Considerada uma soap opera, estreou pela CBS em 1973 e continua sendo produzida, já com mais de 40 temporadas. Em um dos episódios Julius chegou a comprar um betamax para gravar “Jovens Inquietos”.

O feriado Kwanzaa

Em um dos episódios intitulado “Todo Mundo Odeia o Kwanzaa” é celebrado um feriado destinado para todos aqueles que possuem herança africana e não vivem no continente. Este feriado realmente existe nos Estados Unidos, sendo comemorado desde 1966. Kwanzaa começa a ser celebrado no dia 26 de dezembro e segue até 1º de janeiro.

Sem sobrenome

Embora o seriado tenha sido produzido baseado nas histórias vividas por Chris Rock, o sobrenome da família não é citado em nenhum episódio. Os personagens são chamados apenas pelo primeiro nome. O mesmo não acontece com Greg Wuliger, por exemplo. A lista de personagens é imensa.

“Todo Mundo Odeia O Supletivo”

Esse é o título do último episódio do seriado, se passando em 1987. Como citado anteriormente, foi um ano antes de Julius bater as botas na vida real. Chris chega atrasado na escola e para não repetir de anos precisa fazer uma prova e a nota não é mostrada diretamente, mas aparece no caminhão de Julius, sendo 735, suficiente para passar.

Comente!