Kingo Labs
O suicídio de Hitler foi forjado
Home » Teorias » Suicídio de Hitler foi forjado?

Suicídio de Hitler foi forjado?

Hitler conseguiu recuperar a Alemanha devastada pela primeira Guerra Mundial e em busca da honra, meteu o país na Segunda Guerra. Ele foi o responsável pelo surgimento do Nazismo, que ceifou a vida de milhões de pessoas em todo o mundo. Uma das questões que mais chama atenção foi o seu suicídio. Tem quem jure que ele fugiu para a América, será que é verdade? Saiba tudo a seguir.

O suicídio de Hitler foi forjado?

Hitler oficialmente se matou junto com a esposa Eva Braun. Essa versão foi contada quando terminou a Segunda Guerra Mundial e sabemos que a história é contada pelos vencedores. Diversos pesquisadores garantem que não é verdade e o führer se mudou para outro país, talvez na América. O suicídio seria uma farsa.

Quem foi Hitler?

Adolf Hitler foi um austríaco nascido em 1889 que tomou o poder na Alemanha e se tornou um dos homens mais conhecidos do mundo. Antes ele foi líder do Partido Nazista, até se tornar o führer, entre 1933 e 1945. Chegou a ser preso durante a Primeira Guerra Mundial, escrevendo o livro Minha Luta, com o conceito que viria a colocar em prática alguns anos depois.

Hitler recuperou a economia alemã devastada pela rendição, superando as diversas restrições impostas pelos vencedores da Guerra. Como uma ideologia de segregação entre raças, nasceu o Nazismo. Ele foi um dos grandes responsáveis pelo começo da Segunda Guerra Mundial, devido as atrocidades que cometia e a imparável anexação de territórios que vinha fazendo.

Versão oficial sobre a morte de Hitler

Oficialmente Hitler morreu no dia 30 de abril de 1945, quando cometeu suicídio com a utilização de uma arma de fogo. Teria ainda ingerido cianeto, o que levou a criação de diversas teorias da conspiração referente a sua morte. A partir de janeiro de 1945 passou a residir em Führerbunker. No dia 22 de abril teria sido atacado por um colapso nervoso, expressando sua vontade de morrer.

Hitler teria tentado a negociação de um tratado de paz, dois dias antes de morrer. O führer sabia que seu aliado italiano Benito Mussolini havia sido executado e o seu exército estava ficando sem munição. Pouco antes de se suicidar, Hitler se casou com Eva Braun. O matrimônio durou 40 horas.

Por volta de 15h30 no horário local, ouviram um tiro vindo de onde estava o governante, cometendo o suicídio junto com a esposa. A cena foi presenciada pelo guarda-costas Otto Günsche. Depois os corpos foram levados para uma cratera, onde puseram fogo. Porém, jamais foram mostrados ao público, levantando as maiores suspeitas, assim como veio a acontecer com Michel Jackson.

Suspeita de fraude

Uma das principais questões para indicar fraude no suicídio de Hitler foi a indicação de dois métodos para cometer suicídio. Primeiro haviam testado o cianeto em um cachorro, que consumiu e logo morreu. Mesmo assim ele não teria ficado convencido e preferiu atirar na própria cabeça. Já Eva Braun apenas consumiu o produto e teria sido encontrada sem marcas no corpo.

Onde está o corpo de Hitler?

Hitler se suicídio, ok. Mas o que fizeram com o seu corpo? Essa questão levanta diversas hipóteses onde uma deles é a de que o suicídio não existiu. Relatórios de 1993 divulgados pela KGB/FSB informaram sobre condições da autópsia, citando que no crânio havia uma bala alojada. As cinzas teriam sido jogadas no Rio Elba, para evitar qualquer tipo de culto ao tumulo.

Hitler morreu durante um ataque

Hitler realmente morreu em solo alemão, mas não foi por suicídio. Bem, isso é o que diz uma teoria. Ele estava vivendo com seus comparsas em um bunker, quando este foi destruído pelos Aliados. Alguns corpos chegaram a ser encontrados em boas condições, como de Joseph Goebbels, seu braço direito, porém, o corpo do protagonista dessa história estava carbonizado e foi reconhecido devido ao clássico bigode.

Tudo planejado com os Aliados

Com o conhecimento dos países Aliados que buscavam colocar um ponto final a Segunda Guerra Mundial, teriam armado o suicídio de Hitler, que na verdade se exilou em outro país. Em 2015 diversos documentos do FBI sugeriram que ele teria escapado por meio de túneis secretos localizados no subsolo de Berlim, depois pegando um navio rumo a Argentino.

Em 1955 Hitler teria sido flagrado na Colômbia por um agente da CIA. Dessa forma, os teoristas garantem que os Estados Unidos sabiam da história e até mesmo monitoravam os passos dados pelo austríaco, para que ele não viesse a aprontar novamente. Na cidade de Tunja havia um homem conhecido por Adolf Schrittelmayor.

Hitler foi para Atlântida?

Um dos possíveis destinos do ditador alemão seria o continente perdido de Atlântida. Alguns acham essa versão absurda, mas outros acreditam piamente. Fontes informam que o exército alemão fez diversas pesquisas na Antártida, a procura de um suposto túnel que daria acesso a um novo mundo. Teriam encontrado e para lá que o führer foi.

Hitler veio para a Argentina?

Uma das teorias mais fortes diz que Hitler se mudou para a Argentina após 1945. O führer teria conseguido fugir por meio de túneis secretos localizados na capital alemã, ido até a costa e pegado um navio. Essa história ganhou força devido aos documentos de 2015 divulgados pelo canal History. Teria sobrevivido até 1971, quando morreu no Paraguai.

Hitler esteve no Brasil?

Além de passar pela Argentina, Hitler teria morado no Brasil durante algum tempo. Essa lenda conta que ele recebeu ajuda italiana para vir até o nosso país, primeiro chegando no Rio Grande do Sul e indo até o Mato Grosso. Essa história foi contada no livro de 2014 Hitler no Brasil – Sua Vida e Sua Morte. De acordo com o livro, Hitler viveu até os 95 anos.

Teria vindo para a América do Sul disposto a encontrar um tesouro, cujo mapa havia recebido da Igreja Católica, indicando raridades deixadas pelos jesuítas numa cidade perto de Cuiabá. No Sul do Brasil é comum histórias de relatos indicando a presença do austríaco, boatos que acabam se popularizando, mas totalmente sem provas cabais.

Comente!