Kingo Labs
Recordes da Fórmula 1
Home » Esportes » Recordes da Fórmula 1

Recordes da Fórmula 1

Se você gosta de Fórmula 1 certamente sabe que o maior campeão da história é Schumacher, que teve sete títulos conquistados e que Hamilton é o piloto que mais largou na frente. Mas, qual será a prova mais longa de todas? A menor diferença na chegada? E o tal empate triplo na luta pela pole? Confira os recordes da F1.

Recordes da Fórmula 1

Já foram disputadas mais de mil corridas na Fórmula 1 e diversos recordes foram anotados. Alguns não fazem muito sentido, outros envolvem números absolutos.

Temporadas com mais provas

As temporadas de 2016, 2018 e 2019 foram as que contaram com mais Grandes Prêmios na história da categoria, com 21 no total. Estes dois últimos anos com um calendário totalmente igual, apenas invertendo a ordem das disputas no México e nos Estados Unidos. Em comparação, a primeira temporada teve apenas sete corridas disputadas, assim como em alguns outros anos.

Piloto com mais vitórias

O piloto que mais venceu na categoria foi o alemão Michael Schumacher, ele chegou na frente em 91 das 308 corridas que disputou. Primeiro competiu entre 1991 e 2006, quando construiu o seu legado, depois retornou entre 2010 e 2012, não acrescentando novos troféus de primeiro lugar na galeria. Se você está lendo após 2019, é possível que Lewis Hamilton tenha ultrapassado este recorde.

Mais pódios em uma temporada

Em 2002 Michael Schumacher chegou no pódio em todas as 17 corridas daquele ano. Além disso, venceu 11 delas, terminou cinco vezes em segundo e uma em terceiro, na Malásia, vencida pelo irmão Ralf Schumacher. Lewis Hamilton conseguiu igual os 17 pódios nas temporadas de 2015, 2016 e 2018, vencendo as mesmas 11 em 2018, mas a porcentagem de aproveitamento foi pior.

Mais pilotos em uma largada

O Grande Prêmio da Alemanha de 1953, disputado em Nürburgring, teve nada menos do que 34 pilotos largando. Acontece que naquele dia os pilotos de Fórmula 1 e de Fórmula 2 largaram juntos. Esse recorde provavelmente jamais vai ser superado, já que a FIA não permite mais do que 26 carros alinhados. Mesmo assim, tem sido comum somente 20 carros disputando a F1.

Empate na pole position

No Grande Prêmio da Europa de 1997 três pilotos fizeram o mesmo tempo na luta pela pole position. Foram eles: Jacques Villeneuve, da Williams, Michael Schumacher, da Ferrari e Heinz-Harald Frentzen, da Williams. Anotaram 1:21:072, ao longo dos 4,4 quilômetros do circuito. Villeneuve largou na frente por ter sido o primeiro a cravar a marca.

A corrida mais demorada de todas

Em 2011, a disputa no Canadá demorou 4 horas 4 minutos e 39 segundos para ser decidida. Acontece que mais de 2 horas foram perdidas devido às fortes chuvas que caiam em Montreal. Jenson Button, que havia largado em sétimo e se envolvido em várias confusões acabou sendo o vencedor, ainda 3 segundos na frente de Sebastian Vettel.

Pódio mais velho

Quando Nino Farina, Luigi Fagioli e Louis Rosier fizeram o pódio do GP da Suíça, no dia 4 de junho de 1950, somaram juntos 140 anos e 93 dias. O italiano Farina não só venceu aquela prova como outras duas da primeira temporada da história e ficou com o título. Em 1952 foi vice-campeão e no ano seguinte terminou em terceiro. No total Nino Farina venceu cinco vezes. Se aposentou em 1956 quando tinha 50 anos.

Maior diferença do primeiro para o segundo

Em 24 de agosto de 1958, no GP de Portugal, Stirling Moss chegou 5 minutos e 12 segundos na frente de Mike Hawthorn, o segundo colocado. Por incrível que pareça, os dois completaram na mesma volta. Hawthorn havia sido desclassificado, mas por apelo de Moss, seus pontos foram considerados, isso lhe custou o título por 1 ponto no fim da temporada.

Mais corridas disputadas

O brasileiro Rubens Barrichello pode se orgulhar por ter sido o piloto que mais disputou provas da Fórmula 1, com 322 GPs iniciados. Depois aparece Fernando Alonso com 312 e Jenson Button, com 307. Kimi Raikkonen, ainda em atividade, está se aproximando destes números e deverá ultrapassar na temporada de 2020, quanto terá 40 anos.

Pilotos que mais pontuaram

Em 2018 Lewis Hamilton quebrou o recorde histórico de pontos em uma mesma temporada, com 408. É difícil de falar sobre isso, já que as pontuações mudaram muito ao longo dos anos, passando a ser atribuído 25 pontos ao vencedor desde 2009.

Se considerada a pontuação atual desde sempre, Schumacher teria feito 3967 pontos, seguido por Hamilton, que tem mais de 3,5 mil e logo deverá ultrapassar o alemão. Ayrton Senna fez 1900 pontos, ficando atrás de Rubinho que teve 1914.

Mais quebras numa corrida

O Grande Prêmio dos Estados Unidos de 1951 teve 33 pilotos largando e 25 deles não conseguiram completar a prova. Embora fizesse parte do Mundial de Fórmula 1, a disputa era a 30ª edição das 500 Milhas de Indianápolis. Nenhum dos pilotos que correram nas outras corridas participaram. O vencedor foi Lee Wallard, que ganhou em casa.

Sem ultrapassagens

Quatro vezes até hoje corridas terminaram sem ultrapassagens. E isso vem se tornando um hábito nas últimas décadas. A primeira delas foi no GP de Mônaco de 2003, depois nos Estados Unidos em 2005, na corrida da Europa de 2009 realizada na Espanha e no GP da Rússia de 2017. Aliás, aquela corrida dos Estados Unidos foi ainda a com menos carros da história, somente seis, devido a problemas de pneus.

Hoje não, hoje não, hoje sim

Estados Unidos é lugar cheio de recordes da Fórmula 1. Foi lá que em 2002 acabou registrada a menor diferença da história na chegada, do primeiro para o segundo colocado, quando Schumacher venceu na vantagem de 0.011 segundos para Barrichello. Rubinho estava com a vitória na mão quando deixou o alemão passar.

Vencedor de corridas centenárias

Lewis Hamilton foi o único piloto a vencer duas corridas centenárias. Ele venceu o GP 900 e o GP 1.000. Nelson Piquet até chegou perto, sendo vice no GP 400 e vencendo a corrida 500. Schumacher não conseguiu um destes e olha que ele disputou os GPs 600 e 700.