Kingo Labs
Quem matou JFK
Home » História » John Kennedy: Quem matou JFK?

John Kennedy: Quem matou JFK?

John Kennedy era presidente dos Estados Unidos quando foi assassinado. Perícias apontaram para Lee Harvey Oswald como autor do crime, porém, o suspeito acabou morrendo dois dias depois, sem que o caso fosse totalmente esclarecido. Até hoje existem teorias na internet sobre essa situação. Quer saber quem matou JFK? Confira a seguir.

Quem matou JFK?

Um dos presidentes mais populares da história norte-americana, JFK foi assassinado enquanto desfilava em Dallas. Ele levou dois tiros e acabou morrendo meia hora depois. A polícia até encontrou um tal suspeito, mas ainda hoje muita gente desconfia sobre o verdadeiro assassino do presidente. Chama atenção que tudo foi gravado e pode ser assistido.

Quem foi JFK?

John Fitzgerald Kennedy, conhecido por JFK, nasceu no dia 29 de maio de 1917 e foi assassinado no dia 22 de novembro de 1963, quando era presidente dos Estados Unidos da América. É considerado uma das maiores personalidades do século passado. O seu governo, embora tenha durado menos de três anos, foi cercado de acontecimentos, como a Invasão da Baía dos Porcos, a Crise dos Misseis de Cuba e a construção do Muro de Berlim.

O Governo Kennedy foi muito bem avaliado após a sua morte, por historiadores e acadêmicos, com mais de 70% de aprovação da população. Era um ícone da esperança, sendo avaliado como um dos melhores presidentes da história norte-americana. Antes de assumir a Casa Branca, foi senador por Massachusetts, entre 1953 e 1960. Membro do partido Democrata, deixou quatro filhos.

Quando JFK foi morto?

Era o dia 22 de novembro de 1963, uma sexta-feira, John F. Kennedy desfilava em Dallas, no Texas, quando foi ferido com disparos de arma de fogo. O veículo presidencial passava pela Praça Dealey. Ele foi o quarto presidente assinado dos Estados Unidos e o oitavo que morreu enquanto estava no exercício da função.

A arma utilizada no crime foi uma Carabina Paraviccini-Carcano calibre 6,5×52mm. Assim que o carro passou por Elm Street, na rente do armazém de livros escolares do Texas, foi ouvido o primeiro disparo. Essa bala não acertou, pegando em uma árvore. O segundo tiro acertou o presidente, saindo por sua garganta, ferindo ainda o governador do estado, John Connally.

O terceiro disparo pegou na cabeça de Kennedy. As cenas foram flagradas por Abraham Zapruder, que filmava todo o translado realizado pela comitiva presidencial. Levou meia hora para que o presidente fosse declarado morto, devido a uma parada cardíaca. Os médicos chegaram a declarar que não tinham esperanças de salvar a sua vida.

Lee Harvey Oswald matou Kennedy?

Três investigações oficiais indicaram que Lee Harvey Oswald foi o responsável por ter matado JFK. Em uma delas foi apontado que o homem agiu sozinho, planejando tudo, em outro foi mostrado que na verdade ele teve pelo menos um cúmplice. Na época Oswald tinha 24 anos, foi preso e morto no dia 24 de novembro, sem que o julgamento tenha acontecido.

Ele chegou a ser um fuzileiro naval, que desertou e partiu para a União Soviética, retornando logo depois. Antes havia sido preso como suspeito pela morte do policial J. D. Tippit. Oswald negava que tinha cometido os crimes. Acabou assassinado por Jacob Rubenstein, dono de uma boate em Dallas, que depois alterou o seu nome para Jack Ruby. Teorias apontam que Ruby era ligado a máfia.

Soviéticos mataram Kennedy?

Uma teoria aponta que os soviéticos foram os responsáveis pela morte do presidente Kennedy. Faz sentido, já que um ano antes os dois países se envolveram na confusão envolvendo a Crise dos Mísseis em Cuba. Naquela época a União Soviética era comandada pelo premier Nikita Khrushchev. Então, teriam utilizado Lee Harvey Oswald para realizar a ação.

Oswald era casado com uma soviética e havia morado naquele país durante algum tempo. Pesa contra este fato que durante a Comissão Warren e no Comitê da Câmara sobre Assassinatos foram encontradas poucas informações ligando o homem aos soviéticos. Alguns anos mais tarde o ex-agente da KGB disse que Oswald teria sido mandado para matar o presidente.

A máfia assassinou Kennedy

O irmão do presidente, Robert, estava acabando com o crime organizado no país. Ele era procurador-geral dos Estados Unidos e já havia processado diversos bandidos famosos. Essa teoria é ligada a Jack Ruby, que depois matou Oswald. Mais uma vez, as duas comissões citadas anteriormente não encontraram nada que comprovasse a teoria.

Illuminati

A sociedade secreta que possui membros no mundo inteiro é citada como uma das possíveis causadoras do morte do presidente JFK. Supostamente Kenedy havia entrado em rota de colisão dos Illuminati porque ele queria colocar um ponto final da Guerra do Vietnã. Esse conflito estaria rendendo lucros absurdos para os banqueiros, que queriam a sua cabeça. O presidente tentava ainda reduzir o poder do Banco da Reserva Federal dos EUA, provocando a irá do grupo secreto.

Lyndon Johnson

Lyndon Baines Johnson foi vice-presidente dos Estados Unidos entre 1961 e 1963, assumindo o governo assim que Kennedy morreu. Em 1965 conseguiu vencer as eleições e seguiu no comando até 1969. Em 2003 o Instituto Gallup apontou que 20% da população norte-americana acreditava que Johnson era o responsável pela morte de JFK.

Essa teoria leva em consideração a vontade que ele tinha de se tornar presidente da nação mais poderosa da Terra. Johnson teria recebido o auxílio de membros da CIA e de milionários do país, que pensavam que com ele no poder conseguiriam lucrar muito mais. O na época jovem George H. W. Bush, texano, teria ajudado com a morte.

Sobrou para os cubanos

Como agentes norte-americanos teriam tentado várias vezes assassinar Fidel Castro, o líder cubano deu o troco. Lyndon Johnson é um dos maiores defensores dessa teoria. Em 1968 ele confirmou em uma entrevista a ABC News que Kenedy tentava a morte do socialista. Em 1977 Castro negou a possibilidade.

CIA

Supostamente Kennedy desejava liquidar o poder da CIA. Geralmente o órgão está ligado as mais variadas teorias, porque pouca gente sabe como realmente funciona. Até mesmo existem pessoas que apontem Oswald como funcionário da CIA, com documentos adulterados levando-o a parecer um comunista.