Kingo Labs
Primeira Guerra Mundial
Home » História » Primeira Guerra Mundial

Primeira Guerra Mundial

Guerras são períodos de diversas inovações, embora provoquem a morte de milhões de pessoas. Elas sempre foram comuns ao logo da história da humanidade, mas ganharam mais força conforme os armamentos eram desenvolvidos. O primeiro confronto de nível global aconteceu no século passado. Envolveu quais países? O Brasil participou? O que Hitler fazia? Confira.

Primeira Guerra Mundial

A Primeira Guerra Mundial foi disputada no século passado e envolveu países de todos os continentes, por isso recebeu este nome. O conflito durou quatro anos e terminou com um grupo de países derrotados. Já faz mais de 100 anos e o mundo passou por muitas transformações, mas algumas invenções daquela época seguem até hoje.

Quando aconteceu a Primeira Guerra Mundial?

A Primeira Guerra Mundial aconteceu entre os dias 28 de julho de 1914 até 11 de novembro de 1918, durando pouco mais de quatro anos. Oficialmente o começo se deu pela invasão alemã contra a Bélgica, Luxemburgo e França, além de um ataque russo contra a Alemanha. E foi finalizada com o chamado Dia do Armistício, dando vitória aos Aliados.

Quais países estiveram envolvidos?

A Primeira Guerra foi dividida entre dois grupos. De um lado estavam os Aliados e do outro os países que formavam os Impérios Centrais. Chamados de Tríplice Entente, tinha como principais membros a França, Rússia e Grã-Bretanha, além de coadjuvantes de peso, como Canadá, Austrália, Itália, Estados Unidos e Portugal.

Os rivais eram a Tríplice Aliança ou Potências Centrais, formada por Alemanha e o Império Austro-Húngaro, além da Bulgária. O grupo foi constituído bem antes, em 1882 e tinha a Itália como membro, sendo substituída pela Bulgária. O Império Otomano, hoje Turquia, foi outro membro, assinando um acordo secreto com medo da expansão do Império Russo.

Mortes da Primeira Guerra Mundial

Quase 20 milhões de pessoas morreram em decorrência de confrontos da Primeira Guerra Mundial. Chama atenção que o lado vencedor teve mais baixas do que os derrotados. Pelos Aliados foram 6 milhões de civis e 5 milhões de militares e no lado dos Impérios Centrais 4 milhões de civis e 4 milhões de militares.

Novas formas de guerrear

A Primeira Guerra Mundial marcou um novo período da história da humanidade. Era comum encontrar soldados com telefones, comunicação sem fio, carros blindados, tanques e aeronaves. Os exércitos eram muito mais numerosos do que em conflitos anteriores. Os canhões mais precisos eram colocados diretamente apontados para os alvos e armas como morteiros e metralhadoras foram utilizadas.

Pelo lado alemão, a tecnologia era de ponta. Eles tinham um obuseiro de 150 mm, que disparava e destruía o que encontrava pela frente, do outro lado as armas não tinham mais do que 105 mm. A Guerra ficou caracterizada pelas trincheiras, onde os soldados se escondiam e ficavam por dias planejando ataques aos inimigos.

A guerra química

Durante o confronto, passaram a fazer utilização de armas químicas. Cloro, gás mostarda e fosgênio foram alguns dos gases utilizados. Este tipo de material não poderia ter sido utilizado, já que era proibido pelas Convenções de Haia, de 1899 e 1907. Poucas pessoas ficaram feridas devido aos compostos químicos, já que equipes médicas estavam preparadas para estes ataques.

Combates aéreos

Os aviões das primeiras décadas do século passado não tinham motores muito potentes, logo não podiam carregar tanto peso. As estruturas eram feitas de madeira e tecido, não se importando com o perigo, os pilotos se aventuravam pelos ares. Alguns aviões chegavam a partir ao meio em pleno voo, principalmente quando faziam manobras bruscas.

Em 1914 os aviões podiam levar pequenas quantidades de bombas, mesmo assim, realizavam alguns bombardeios estratégicos. O primeiro combate aéreo aconteceu no mesmo ano, em 8 de setembro, quando o piloto russo Pyotr Nesterov derrubou um avião austríaco, mas acabou caindo também. Em 1917 a expectativa de vida média para um piloto de avião durante a guerra, na Frente Ocidental, era de 93 horas de voo.

Como foi a participação de Hitler?

Principal nome da Segunda Guerra Mundial, Adolf Hitler esteve presente na Primeira Guerra Mundial também. Nascido na Áustria, serviu o exército alemão no conflito. Naquela época ele vivia em Munique e atuou como mensageiro na Frente Ocidental na França e na Bélgica. Embora exemplar, nunca foi promovido além de Cabo.

recebeu diversos elogios pela bravura demonstrada em meio ao fogo cruzado. A Guerra chegou ao fim com o Tratado de Versalhes, que Hitler utilizaria com fins políticos mais tarde. Quando assumiu o poder, Hitler passou seis anos recuperando a economia da Grande Depressão e das restrições impostas ao fim da Primeira Guerra.

O Brasil esteve na Primeira Guerra Mundial?

Sim, de maneira modesta, mas participou. Inicialmente o Brasil ficou em cima do muro e não declarou uma posição, se colocando como neutro, seguindo a Convenção de Haia, que falava sobre crimes e leis de guerras. Naquele período a Alemanha era o principal parceiro comercial do Brasil e isto continuou até a Segunda Guerra Mundial.

Nosso país foi o único latino que disputou a Primeira Guerra Mundial. A relação com os alemães azedou em 1917, quando atacaram o vapor brasileiro Paraná, que carregava café. O Brasil passou a apoiar os Aliados, fazendo a patrulha do Atlântico Sul. Em 3 de agosto de 1918 o navio Maceió foi torpedeado pelos submarinos alemães. Depois da Guerra, a Alemanha teve que pagar os prejuízos pelo café.

O fim da Primeira Guerra

Em 1918, quando o vencedor ainda estava indefinido, os Impérios Centrais lançaram uma ofensiva na Frente Ocidental, assim os Aliados forçaram o recuo do exército alemão, utilizando diversas táticas de sucesso, possibilitando que as forças dos Estados Unidos pudessem entrar nas trincheiras. O cessar-fogo foi confirmado no dia 11 de novembro de 1918.

A Liga das Nações orientava que a Alemanha não deveria pagar indenizações, algo que não foi aceito pelos Aliados. O Tratado de Versalhes, assinado em Paris, em 1919, foi um documento de paz, onde as potenciais garantiram as diretrizes que seriam tomadas a partir daquele momento. Passou a vigorar após 10 de janeiro de 1920. Foi junto com o fim da Primeira Guerra que o Estados Unidos assumiram o protagonismo mundial.

Comente!