Kingo Labs
O planeta oco
Home » Aleatórios » Planeta oco: saiba mais sobre a teoria

Planeta oco: saiba mais sobre a teoria

Tudo o que você aprendeu na escola, com os seus pais ou assistiu na televisão sobre o Planeta Terra é mentira. Vivemos em um local oco, com uma sociedade lá dentro, sobrevivendo da luz gerada por um sol. Essa é uma das teorias que mais tem feito sucesso nos últimos tempos, a do planeta oco.

Será que é possível? Como seria a vida lá dentro? Confira as respostas.

O planeta oco

É possível viver em um ambiente sem oxigênio e luz natural? Para as criaturas que conhecemos atualmente a resposta é não. Mas uma teoria aponta que o nosso planeta é oco e que lá dentro existem diversos seres convivendo em harmonia.

Essa história do planeta oco ganhou bastante popularidade recentemente.

Quando surgiu essa teoria?

John Symmers foi o primeiro homem a propor que o Planeta Terra é oco e não da forma como é ensinado nas escolas. O objetivo dele era levar uma equipe de pesquisadores até o Polo Norte, para procurarem a abertura que levaria para a parte de dentro. No fim da década de 1940, o almirante norte-americano Richard E. Byrd deu uma declaração que animou os teóricos, dizendo que o planeta era um local cheio de mistérios.

O que tem no centro da Terra?

De maneira oficial, ao menos por enquanto, o interior da Terra é formado por compostos sólidos. Indícios apontam que essa região é uma imensa bola de fogo, envolvida por uma camada de rochas em estado líquido, onde o material queimando é níquel e ferro. O núcleo é encontrado em profundidades de 5.100 metros até 6370 metros.

A temperatura não baixa de 6 mil graus célsius. O núcleo é o responsável pela movimentação das placas tectônicas, sendo que quando o magma aquece, pode gerar abalos sísmicos. Sismógrafos apontaram que o núcleo possui uma velocidade de rotação mais elevada do que a rotação do planeta. Mas, como ninguém foi até lá ainda, vira um território de teorias.

Quem mora dentro do mundo?

De acordo com Edmund Halley, na parte interna do planeta oco existe uma atmosfera luminosa, além de um sol que poderia ter mais de mil quilômetros de extensão, ofertando luz e calor para a civilização que lá vive. Estas criaturas seriam pacificas e lideradas pelo melhor deles, aquele mais puro de espirito, sendo que todos desprezariam os prazeres sexuais.

Onde ficam as entradas do planeta oco?

Symmers acreditava que existiam duas entradas para a parte interna da Terra. Elas ficavam nos polos Norte e Sul, com 9.700 quilômetros e com 6.500 quilômetros respectivamente. Na época o Governo dos Estados Unidos chegou a enviar oficiais até a Antártida para buscar as tais entradas, então foi nessa época que descobriram a presença de terra abaixo do gelo.

Um mamute seria a prova

Ao longo do século XIX encontraram um mamute muito bem conservado na Sibéria. Essa descoberta serviu como base para a teoria defendida por Marshall Gardner. Segundo ele, a condição do animal só foi possível já que ele havia morrido há pouco tempo. Para Gardner, o bicho saiu por uma abertura encontrada no Polo Norte e morreu congelado. Pensava ainda que os esquimós vieram deste mesmo local.

Hitler procurou a terra oca

O führer Adolf Hitler, responsável pelo Nazismo, teria enviado soldados do exército alemão até os locais onde ficariam as aberturas, para procurá-las. Após diversas escavações no Polo Sul, teriam encontrado finalmente. Armaram o suicídio do austríaco em 1945 e ele fugiu para lá, onde passou a viver. Porém, essa ideia não bate com o comportamento dos intraterrestres, que seriam pessoas do bem.

Sociedade secreta

Você já ouviu falar na Sociedade Vril? Provavelmente não. Eles formavam uma seita que contava com integrantes de alto escalação dos maiores países do mundo. Hitler era um dos membros e essa história bate com aquela das tropas na Antártida. Os membros da Sociedade Vril imaginavam que as criaturas habitantes do planeta oco possuíam tecnologia avançada, capaz de irem até a lua.

Túneis pelo planeta

Quem acredita na teoria da terra oca normalmente pensa que o nosso planeta é cortado por diversos túneis, ligando os mais distantes pontos do globo. Pensam que Machu Pichu, no Peru, tem ligações com a Floresta Amazônica, no Brasil e com as pirâmides do Egito. A cidade mais populosa da parte oca é conhecida por Arco-Íris, tomada pelo gelo.

Religião do século XIX

No fim do século XIX o norte-americano Cyrus Teed criou uma religião baseada nas teorias da terra oca. Supostamente ele teria sido acionado pela Mãe do Universo, com a nobre missão de salvar o planeta. Então fundou a Koreshanidade, onde acreditam que o universo é uma célula, uma espécie de globo oco.

Teed acreditava que o universo contava com partes internas e externas, fazendo parte o Sol e a Lua. Em 1913 foi publicado o livro Jornada ao Centro da Terra, seguindo conceitos de Symmers. O autor Marshall B. Gardner acreditava que havia um sol oferecendo energia para a parte de dentro, possibilitando a vida destes seres.

Seria possível viver no centro da terra?

Nenhuma pessoa ou animal que conhecemos aguentaria viver no centro da terra, ao menos da maneira que imaginamos ser. Se este ambiente for oco, com a entrada de ar, luminosidade e com água abundante, a vida pode sim florescer. Conforme o tempo fosse passando, poderiam se adaptar ao ambiente e superar as dificuldades.

Intraterrestres são mais evoluídos?

Se forem reais, certamente sim. Imagina a tecnologia que precisariam ter para esconder as entradas. Alguns teóricos afirmam que eles estão lá há milhares de anos, sendo extraterrestes que encontraram um novo local para viver. Seria uma tecnologia imensurável, difícil para um humano lidar.

Terra Plana

Se diversas pessoas acreditam que a Terra é oca, outros pensam que o nosso planeta tem o formato plano e não esférico. Sabe-se que no passado essa ideia era tida como a verdadeira e como na ciência nada é imutável, perceberam a forma esférica. Ainda assim, hoje em dia muitos tentam provar que estamos sendo enganados por pessoas que lucram desta forma.

Comente!