Kingo Labs
O que aconteceu nos anos 80
Home » História » O que aconteceu nos anos 80?

O que aconteceu nos anos 80?

A década de 1980 ficou na memória de muita gente pelas Diretas Já e a retomada da democracia no Brasil. Enquanto as coisas não iam bem na política, Nelson Piquet e Ayrton Senna davam alegrias para o povo nas pistas de Fórmula 1. No futebol a Seleção ia mal das penas. A década ainda acabou com a queda do Muro de Berlim. Confira mais fatos dos anos 80.

O que aconteceu nos anos 80?

Os anos 80 começaram com a descoberta da Aids e foram encerrados com a queda do Muro de Berlim. Foi um período que o mundo viveu constante tensão, aliado ao avanço tecnológico eminente. Nossos pilotos conquistaram quatro títulos mundiais na Fórmula 1, já a Seleção, ficou apenas com uma Copa América.

A descoberta da Aids

A Aids foi descoberta oficialmente em 1981, nos Estados Unidos. Os primeiros casos foram identificados em homossexuais e pessoas que utilizavam drogas injetáveis. Essas ficavam com a imunidade baixa, sem um motivo aparente. Pesquisas sobre o assunto continuaram ao longo da década, para que pudessem entender do que se tratava. Até hoje a Aids já matou mais de 30 milhões de pessoas.

Foram lançadas as primeiras interfaces gráficas

As interfaces gráficas para microcomputadores já vinham sendo desenvolvidas desde a década anterior, mas foi em 1984 que Steve Jobs e a Apple lançaram o primeiro Macintosh. Foi o primeiro produto de sucesso com a nova tecnologia. Em 1985 a canadense Commodore lançou o Amiga, que apresentou novas linhas de comando. Ainda deram o pontapé inicial para a criação do Linux, com o lançamento do Unix.

Diretas Já

O movimento Diretas Já foi realizado no Brasil entre 1983 e 1984. Militantes pediam por todo o país a realização de eleições diretas, para a escolha do novo presidente da República. A ideia foi lançada pelo senador alagoano Teotônio Vilela no programa Canal Livre da Rede Bandeirantes. A primeira manifestação foi organizada em Pernambuco.

Entre as lideranças que buscavam acabar com a Ditadura Militar estavam Tancredo Neves, Ulysses Guimarães, Mário Covas, Orestes Quércia, Luiz Inácio Lula da Silva e até Moreira Franco. Uma das manifestações, a última delas, reuniu 1,5 milhão de pessoas em 1984. O presidente era João Figueiredo, que tratou de ampliar a censura sobre a imprensa.

O fim do Regime Militar

Vigorando desde 1964, o Regime Militar teve fim no Brasil em 1985. Foi quando o Congresso nacional aprovou a emenda constitucional que varria alguns vestígios da ditadura. Uma delas garantia a eleição direta do presidente, partidos comunistas foram liberados, assim como prefeitos de capitais voltariam a ser eleitos por voto popular.

Chegou a funcionar uma constituição entre 1º de fevereiro de 1987 e 5 de outubro de 1988. A partir desta data, a Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 passou a ser a lei suprema e fundamental do país. Serviu para redemocratizar e acabar com a ditadura militar. A Assembleia Constituinte possuía Lula e Sarney, que depois foram presidentes.

Michael Jackson lançou Thriller

Em 1982 Michael Jackson lançou o seu sexto álbum na carreira solo. Thriller foi um sucesso comercial e de público. O lançamento aconteceu no dia 30 de novembro e as gravações haviam sido feitas desde abril. O cantor ganhou oito Grammy Awards em 1984 devido a repercussão positiva da obra. Até hoje foram vendidas 29 milhões de cópias, apenas nos Estados Unidos e mais 7 milhões no Reino Unido e Japão.

Boa parte deste sucesso foi devido aos clipes das músicas que eram exibidos pela MTV. Quem não se lembra daquele em que Michel Jackson se transforma em um lobisomem? Era muita tecnologia para o começo da década de 1980, hoje a cena em que o cantor aparece comendo pipoca é um meme. O álbum apresentou clássicos como “Beat It”, “Billie Jean” e a faixa título, “Thriller”.

O Brasil dominou a Fórmula 1

A década de 1980 foi a melhor da história brasileira na Fórmula 1. Foram conquistados quatro títulos mundiais, sendo três de Nelson Piquet e um de Ayrton Senna. O primeiro deles veio em 1981, quando Piquet teve três vitórias e superou por 1 ponto o argentino Carlos Reutemann. E ele venceu de novo em 1983, com as mesmas três vitórias e 2 pontos de vantagem para o vice Alain Prost.

Correndo pela Williams, Piquet faturou o seu último campeonato em 1987, uma temporada especial que teve Senna em terceiro, a dupla fez quatro dobradinhas. O último título brasileiro da década veio em 1988, quando Senna foi campeão pela primeira vez. Na McLaren, superou Prost e venceu oito corridas, fazendo 13 pole positions, dois recordes para a época.

Queda do Muro de Berlim

O Muro de Berlim existia desde 1961, sendo um dos grandes símbolos da Guerra Fria. Em 9 de novembro de 1989 o governo da Alemanha Ocidental permitiu que os cidadãos poderiam visitar o outro lado. Começaram a derrubar naquele mesmo dia e a fronteira foi aberta às 23h. A unificação da Alemanha veio em 1990.

Uma década para esquecer no futebol

O futebol brasileiro venceu duas Libertadores e duas Copas Intercontinentais, em 1981 com o Flamengo e em 1983 com o Grêmio. A Seleção que disputou a Copa de 1982 era a favorita ao título, já que contava com craques como Sócrates, Zico, Falcão e Roberto Dinamite. O sonho acabou na segunda fase em derrota por 3 a 2 para os italianos, que viriam a conquistar o título.

Quatro anos depois o torneio voltou para a terra onde o Brasil faturou o tri, no México. Três vitórias na primeira fase, goleada contra a Polônia nas oitavas, mas derrota para a França nas quartas. Foi a única década sem títulos mundiais desde 50. Para não passar em branco, uma medalha do Pan-Americano de 1987 e um título da Copa América, jogada em casa em 1989.

Outros fatos

Em 1980 realizaram a primeira videoconferência da história. Aconteceu a Guerra das Malvinas, entre Argentina e Grã-Bretanha. Em 1986 um acidente nuclear devastou a cidade de Chernobyl, matando milhares. E teve o fim da TV Tupi (1980) e o começo do SBT (1984).

Comente!