Kingo Labs
Maçonaria
Home » Aleatórios » Maçonaria: saiba mais sobre a prática

Maçonaria: saiba mais sobre a prática

A Maçonaria é uma prática muito antiga que busca a cooperação entre pessoas, principalmente empresários. Possuem força em todo o mundo, contando com diversos representantes famosos, como o presidente Michel Temer. A Maçonaria é uma religião? Descubra a resposta para essa e outras perguntas a seguir.

O que é Maçonaria?

A Maçonaria é considerada uma sociedade discreta, aquela que as pessoas sabem que existem, mas não tem muitas informações sobre como funciona. As atividades realizadas durante as reuniões interessam apenas aos seus participantes. Entre os princípios maçons estão a liberdade, democracia, igualdade e fraternidade.

De acordo com os seguidores da Maçonaria, todos os homens são livres para tomarem as suas decisões. Eles não fazem distinção de raça, religião, ideal político e posição social. Uma das exigências para participar é ser adequado com questões de filantropia, buscando ajudar o próximo.

De onde vem o termo Maçonaria?

A palavra Maçonaria é a forma mínima de franco-maçonaria, que tem origem no Idioma Francês, significando construção. Na tradução ao pé da letra, a palavra “maçom” em Francês significa “pedreiro”. Aliás, os lemas da Maçonaria são bem ligados com a Revolução Francesa, acontecida entre 1789 e 1799.

Como funciona a Maçonaria?

Embora existam milhares de maçons espalhados pelo mundo, eles se dividem em pequenos grupos, conhecidos por oficinas, ateliês ou lojas, onde todas essas organizações possuem o mesmo direito. Entre os conceitos já citados, dois deles se destacam entre os demais: fraternidade e respeito à liberdade.

Seguindo a ideia de fraternidade, todos os homens foram criados pela mesma força e assim são iguais perante ao ser supremo, então devem se tratar com respeito e dignidade. Para eles a sociedade deve se comportar de forma harmoniosa e buscar a solidariedade.

Práticas maçônicas

No passado nenhum maçom testemunhava contra outro, hoje em dia talvez essa prática não seja mais aplicada, seria mais grave trair um companheiro do que não cumprir a lei. Quando alguém está iniciando suas atividades na Maçonaria, a força é utilizada parta testá-las.

A maioria dos edifícios maçons são erguidos virados para o Leste ou para o Oeste, já que eles passam boa parte do dia admirando a passagem do sol. A Maçonaria é agregadora, aceitando pessoas de todas as religiões, menos quem é ateu. São aceitas apenas pessoas maiores de idade, mas existem algumas organizações para crianças que seguem princípios semelhantes.

Onde surgiu a Maçonaria?

A Maçonaria foi criada como uma sociedade secreta no século XVII, seguindo ideias do laicismo humanitário e liberal do iluminismo. No início os maçons aproveitavam as leis municipais para acumularem patrimônios e guardavam todos os segredos que aprendiam sobre diferentes profissões. Hoje são mais de 5 milhões de seguidores pelo mundo.

Em 1717 foi criada a Grande Loja de Maçonaria, unindo as quatro lojas londrinas, onde o líder geral era chamado de grão-mestre. A Maçonaria avançou rápido e logo passou a ser praticada por toda a Europa. Ao fim do século XVIII já existiam 700 lojas na França, compostas principalmente por nobres, ricos e membros do clero.

Locais onde os maçons se reúnem

Os praticantes desse segmento se reúnem em locais conhecidos como templo maçônico. Neste ambiente eles participam de cerimônias ritualísticas, gerando um clima fraternal e ideal para concentrar as atenções em melhorar o caráter e a forma de se comportar perante a vida. É comum que meditem e busquem os valores verdadeiros da vida.

Geralmente esses locais ficam escondidos dentro de lojas. O Templo de Salomão teria sido a primeira construção desse tipo. A Loja Maçônica deve transmitir uma sensação de paz e calmaria para todos os integrantes do grupo. Cada um dos membros presentes age como ator do ritual. Praticamente tudo na Maçonaria é cheio de simbolismo.

Famosos que seguem a Maçonaria

Diferente de outros grupos secretos, como os Illuminatis, é mais fácil encontrar pessoas maçons. O ex-presidente da República, Michel Temer é um ótimo exemplo de seguidor da Maçonaria. George Savalla Goes, o ator que interpretava o famoso Palhaço Carequinha atingiu o mais alto nível entre os maçons, ganhando muita influência no mundo do circo.

“O Rei do Baião” Luiz Gonzaga é outro famoso que fez parte da Maçonaria, entrando para o grupo em 1982. O ator da Rede Globo Milton Gonçalves também está ligado a essa prática e já atuou em várias causas sociais do tipo. Teve até membro da Família Real, Dom Pedro I, era maçom e atingiu o nível de grão-mestre.

Maçonaria e política

É impossível afirmar e comprovar que a Maçonaria controla a política no mundo, ainda assim alguns presidentes do Brasil e dos Estados Unidos seguem estes princípios. George Washington teria utilizado termos maçônicos durante a independência do país. A opinião de cada um dos membros é respeitada em relação a posições política.

Maçonaria é religião?

Não. Aliás, na Maçonaria não importa de qual religião você é. Essa sociedade possui ligações com a fé e a espiritualidade, logo fica difícil para um ateu participar, sendo este um dos critérios de entrada. Segundo eles todo o universo é conduzido por uma força superior, chamado de “Grande Arquiteto do Universo”.

Algumas pessoas, principalmente os teóricos da conspiração, acreditam que a Maçonaria esteja ligada ao satanismo. Outra acreditam em fortes indícios que comprovariam ter relações com os Illuminatis, embora não existam provas verdadeiras. Certo é que todas as pessoas são respeitas pelo grupo e buscam conviver de forma cada vez mais harmoniosa.

Posso me tornar maçom?

Não basta você dizer que vai fazer parte da Maçonaria, para entrar no grupo é necessário receber um convite formal de algum dos membros. Assim que sua entrada for liberada será necessário cumprir uma série de rituais que envolvem juramentos em relação as obrigações a serem cumpridas. Para ser maçom é obrigado ser dono de alguma loja.

Não é qualquer pessoa que conseguirá entrar para este seleto grupo. Uma das exigências para se tornar maçom é acreditar na existência de um chefe do universo, a pessoa precisa ainda ser digna e ter uma vida regada a bons costumes. Os membros não podem revelar informações sobre os rituais praticados durante as reuniões.