Kingo Labs
Incubus e Súcubus
Home » Sobrenatural » Incubus e Súcubus: saiba mais sobre as entidades

Incubus e Súcubus: saiba mais sobre as entidades

Já imaginou ter relação sexual com uma pessoa que você sempre sonhou? Esse desejo pode ser realizado por íncubos e súcubos. As duas entidades são demônios sexuais, especializadas em ataques noturnos. Trazem extremo prazer para as suas vítimas, por outro lado, sugam totalmente a sua energia.

Quer saber mais sobre estas criaturas? Veja abaixo.

O que é íncubo?

Íncubo é um demônio com a aparência masculina que pode atingir os sonhos de pessoas fragilizadas emocionalmente e assim ter uma relação sexual com elas. O objetivo do íncubo é pegar a energia da vítima e utilizar como forma de alimento. Assim que larga a pessoa, esta fica em frangalhos. Essa palavra vem do latim, onde “In” representa sobre e “Cubo” significa “eu me deito”.

No século XV líderes religiosos criaram o Código Penal das Bruxas, onde acreditavam que estas entregavam seus corpos aos íncubos, ou seja, eram instrumentos do demônio. O íncubo pode adquirir a forma mais atraente para a sua vítima, que indefesa acaba caindo nos seus encantos sexuais. A pessoa vai do extremo prazer ao absoluto terror.

O que é súcubo?

Súcubo é um personagem mitológico representando um demônio, que tem características femininas e podem invadir os sonhos dos homens. Elas roubaram a energia vital dos homens e levam o esperma da vítima para engravidar. Pode adquirir a forma física desejada pelo homem, facilitando a sua tarefa. Segundo a crença, as súcubos ficam mais fortes em épocas de lua cheia.

Estão ligadas ao aparecimento de doenças e problemas psicológicos relacionados ao sexo. Assim que um homem é atacado por uma súcubo, normalmente apresenta pesadelos e polução noturna. A mitologia diz que cada súcubo pode viver até 750 anos. Possuem uma beleza sedutora e em alguns casos contam com asas de morcego, além dos seios fartos.

Como são os ataques de íncubos e súcubos?

É comum relacionar estes ataques a poluções noturnas, onde os homens apresentam a eliminação de sêmen enquanto estão dormindo e as mulheres sonhos eróticos, em casos menos raros com lubrificações vaginais. A mitologia conta ainda que em alguns casos os íncubos engravidavam as mulheres, deixando estas numa sinuca de bico, onde poderiam dizer que foi um namorado ou inventarem que foram estupradas.

Qual o objetivo de íncubos e súcubos?

De acordo com a lenda, estas criaturas atacam homens e mulheres com o objetivo de sugar a energia vital por meio do ato sexual. Assim, as pessoas acordam extremamente cansadas após terem sonhado com estes demônios. Na maioria das vezes as mulheres não lembram do acontecido, enquanto os homens ficam com a imagem da mulher na mente.

Vítimas preferidas de íncubos e súcubos

Esta dupla de demônios adorava atacar pessoas que na realidade não poderiam ter relações sexuais. Os íncubos tinham como vítimas preferidas as freiras, mulheres solitárias ou solteiras, enquanto isso, os súcubos poderiam preferir padres, monges e freis. Relatos indicavam que não adiantava trancar as janelas, a dupla entrava quando queria.

Quem é atacado é vítima mesmo?

Alguns autores defendem que na verdade as pessoas atacadas não são vítimas de íncubos e súcubos, mas na verdade sortudos. Acontece que estes demônios apresentam aparência linda, de acordo com o desejo da tal vítima. Os seios são grandes, assim como as coxas, já para os íncubos eles podem apresentar aquele belo tanquinho. E tem mais, proporcionam uma ótima transa para o atacado, embora seja apenas em sonho.

Como surgiu a lenda?

Uma versão diz que a lenda de súcubos surgiu durante a Idade Média, na Europa. Os camponeses saiam durante a noite para algazarras e chegavam em casa podre de bêbados, ainda com cheiro de perfume feminino e tinham que se explicar para as esposas. Então teria surgido a lenda das súcubos, salvando os maridos. Sabe como é lenda, acabam se espalhando fácil.

Já o surgimento dos íncubos também é fácil de identificar. Naquela época era praticamente proibido ter relações sexuais antes de casar. Mas, o que é proibido é mais gostoso e assim certamente muitas acabavam engravidando. Logo era fácil dizer que o pai seria um íncubo, assim como na região amazônica falam sobre os botos.

Mago Merlin é hibrido?

A lenda diz que o Mago Merlin, parceiro do histórico Rei Arthur, teria sido fruto do relacionamento de uma mulher humana com um íncubo. Merlin é famoso até os dias de hoje, devido ao poder que possuía. Na Inglaterra alguns atribuem a ele a construção do completo de Stonehenge. Merlin teve a sua trajetória contada diversas vezes pela mídia.

Onde surgiu a lenda de íncubos e súcubos?

Essas histórias mitológicas estão ligadas as culturas druídicas celtas e não ao cristianismo. Foram classificados como demônios já que a igreja não considera o sincretismo. Na verdade, eles são considerados mais próximos dos vampiros do que de demônios, devido ao fato de buscarem sugar energias por meio do prazer sexual.

Características de sonho com íncubo

Primeiro a mulher sonha com o ataque, neste momento elas sentem um peso sobre o seu tórax e a genitália começa a ficar quente. Neste instante elas sentem um líquido frio penetrando em seu corpo. Quando acordam estão muito fracas, já que o demônio levou a sua energia vital. Por fim, podem encontrar sangue ou fezes na cama.

Íncubos e súcubos são um só?

Algumas versões da lenda indicam que íncubos e súcubos são um só. Ou seja, não existem versões femininas e nem masculinas, teriam a capacidade de se transformar no que desejassem. A teoria diz ainda que a ideia é coletar o sêmen de um homem quando estão no modo súcubo para depois engravidar uma mulher no modo íncubo.

Mulheres grávidas de demônios em filmes

Existem dois filmes bem famosos que tratam sobre o assunto, com claro destaque para íncubos. O primeiro deles é de 1968, “O bebê de Rosemary”, onde um jovem casal, recém morando em um prédio habitado por pessoas diferentes passa a conviver com situações bizarras. O outro longa é “O Herdeiro do Diabo”, de 2014, onde um casal recebe a notícia de que terá um bebê, quando a gravidez se desenvolve eles percebem a presença do mal.